Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cidade | Edição #385 - 17/04/2014

Centro Pop ajuda várias pessoas em situação de rua

Com a ajuda da instituição, a população transitória a até mesmo os moradores de rua conseguem emprego e moradia

Amanda Guimaraes
Aluna de Jornalismo

Comentários
 

Maringá é uma cidade com um índice muito baixo de moradores de rua. Ao todo, no primeiro trimestre deste ano, foram contados 13 moradores de rua que independem da ajuda de qualquer instituição pública ou privada para sobreviver. Os dados são do Centro de Referência Especializado em Pessoas em Situação de Rua ( Centro Pop ). Essas pessoas, mesmo tendo oportunidades, preferem viver nas ruas, pois não se adequam às normas da sociedade. Quando se fala em pessoas em situação de rua, ou seja, aquelas que por algum motivo vivem temporariamente pelas ruas de Maringá, o número é bem maior e na maioria das vezes são homens e usuários de drogas.

Foto: Talita Trento

A entidade ajuda pessoas em situação de rua a fortalecer vínculos familiares (Foto: Amanda Guimarães)

De acordo com a assistente social Rosângela Schebauer, 48, o centro oferece às pessoas em situação de rua, benefícios como alimentação e higiene pessoal. Existe também uma oficina socioeducativa onde são trabalhados vários temas por meio de filmes, pinturas e terapia. ” Quando os usuários de drogas tentam se recuperar do vício, procuram a instituição e as psicólogas e assistentes sociais identificam as necessidades e fazem o encaminhamento para a desintoxicação, geralmente no Hospital Psiquiátrico de Maringá.”

Entre os que vivem pelas ruas de Maringá, a maioria é do sexo masculino

O local também ajuda as pessoas em situação de rua a se reintroduzirem na sociedade. Depois de passarem por todos os tratamentos elas são encaminhadas ao Portal da Inclusão, programa que ajuda os homens a entrarem no mercado de trabalho. Segundo Rosângela, é um recurso muito importante para essas pessoas. “Elas são abrigadas e inseridas no programa, por isso considero o Porta da Inclusão indispensável para Maringá, pois essas pessoas recebem o apoio que precisam para voltar a trabalhar e levar uma vida melhor.” O pensionato do Portal da Inclusão é um órgão público, localizado na Zona 2. É exclusivamente para homens, ali eles trabalham e recebem atendimento psicológico.

A psicóloga Jaqueline Meleiro Amancio, 38, explica que o portal atende os homens porque quase não existem mulheres em situação de rua. ” Ainda não paramos para pensar no que fazer com as mulheres. Já encaminhamos algumas para o Lar Preservação da Vida e para a Casa de Nazaré, mas esses locais dão a essas mulheres o livre arbítrio de ir embora ou ficar. ”

Existe também o trabalho de abordagem de rua. Muitas vezes a população fica incomodada com algum morador de rua, aciona o Centro Pop, que faz a busca e convence o indivíduo a ir até a instituição para receber ajuda e tratamento. A abordagem é feita por um educador de base e um motorista, que trabalham em duas equipes até as 20h, mantendo sempre uma equipe de plantão.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.872 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Menina, mulher, namorada, mãe e estudante de jornalismo que busca encontrar na simplicidade a alegria de viver!

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

abril 2014
S T Q Q S S D
« dez   mai »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

galeria de fotos

George Carlin Cazuza Chico Buarque

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.