Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #383 - 05/12/2013

Largar o briefing e pegar o lead

Eu só conseguia pensar que tudo o que tinha aprendido na publicidade já não tinha mais tanta importância

Lilian Vespa
Aluna de Jornalismo

Comentários
 
Lilian Vespa

Lilian Vespa

Assim que entrei no ensino médio, tinha certeza que queria para minha vida era fazer jornalismo. Mas, por algum motivo, fiz publicidade por um ano. Este ano, senti a necessidade de sair da minha zona de conforto, a publicidade, e correr atrás do meu sonho.

Lembro-me a primeira vez que cheguei à sala de jornalismo. Estava tão envergonhada, afinal, era um território até então desconhecido por mim. Logo no início, a professora me deu boas vindas e disse para eu ficar à vontade. Com o decorrer da aula, a tensão foi desaparecendo e fui me sentindo em casa.

Logo que a professora apresentou a proposta aos alunos de escreverem para o jornal-laboratório, o Jornal Matéria Prima, enquanto uns reclamavam de fazer cinco editorias de bairro, eu ficava apavorada. Só conseguia pensar o que tudo que tinha aprendido na publicidade já não tinha mais tanta importância.

No começo foi difícil. Ok… Foi bem difícil. Não tinha ideia de como fazer uma pauta, caçar histórias em bairro ou até mesmo o básico da redação jornalística. Nisso, devo agradecer aos colegas de curso que ajudaram a me adaptar mais rápido, seja ajudando com as pautas ou corrigindo meus textos.

Quando comecei a sair para o bairro, mesmo não sabendo ao certo o que iria encontrar, estava animada. Então, percebi que nem tudo saia como planejava. Muitas vezes, andava, andava, andava e não conseguia encontrar nada; os personagens arrumavam outros compromissos e me davam os canos; e, até mesmo eu, não voltava atrás do personagem. Por causa disso, a professora me dava puxões de orelha, e embora não gostasse de ouvir e até ficasse brava, sabia que não tinha me empenhado tanto como deveria.

Mesmo com tantos deslizes – e foram muitos -, essa experiência foi muito divertida

Um pouco de preguiça, cansaço, somado aos trabalhos das outras disciplinas contribuiu para isso. Mesmo com tantos deslizes – e foram muitos -, essa experiência foi muito divertida. Foi por causa do JMP que tive a oportunidade de vivenciar situações bem engraçadas e conhecer pessoas especiais.

Mas cá entre nós? Sendo bem sincera, pelo menos por enquanto, não vou dizer que vou sentir saudades ou desejo de voltar ao início e refazer o JMP. No momento, só desejo boa sorte para os novos repórteres e que aproveitem cada oportunidade que essa disciplina proporciona.

Discussão e comentários »

Um comentário | Deixe seu comentário

Jean Dultra disse:

Adorei o texto! Mesmo eu ter trancado jornalismo, me identifiquei com o que escreveu. Parabéns

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.872 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Notícias

 

Calendário

dezembro 2013
S T Q Q S S D
« nov   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

galeria de fotos

George Carlin Mark Twain Cazuza

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.