Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Crítica de Mídia | Edição #374 - 19/09/2013

Repórteres do JMP têm medo de inovar

Quando pesquisam e procuram entender sobre novos assuntos, as edições ficam mais interessantes e menos monótonas

Juliana Duenha
Aluna de Jornalismo

Comentários
 

Após 19 edições deste ano do Jornal Matéria Prima, alguns repórteres parecem estar acomodados. As edições têm histórias, diferentes e até legais,  mas, utilizam os mesmos temas para escrever e produzir os textos. As reportagens parecem estar iguais. Os repórteres preferem, comodamente, escrever sobre os assuntos dos quais mais gostam.

Os repórteres têm medo de arriscar, de variar com assuntos com os quais não se familiarizam. Não se desafiam. Por exemplo, quem gosta de futebol, na maioria das vezes, escreve sobre esse assunto. Outros que vivem a religião, olham com visão religiosa a todo o momento e editorias como economia, tecnologia e política acabam sendo esquecidas. Os repórteres devem lembrar que existem 10 editorias com variados temas no JMP e procurar abranger a todas.

Quando os repórteres pesquisam e procuram entender sobre novos assuntos, as edições ficam mais interessantes e menos monótonas. Escrever sobre aquilo que gosta é fácil, procurar entender sobre outros assuntos é comprometimento com o leitor e aprendizado para o próprio aluno de jornalismo. No JMP o tempo para produzir uma reportagem é de 15 dias, suficiente para pesquisar sobre o assunto e escrever o texto de forma adequada.

Nas primeiras edições do jornal nota-se que os repórteres tinham mais vontade de correr atrás de assuntos que não eram de pleno entendimento. A busca pela novidade, o compromisso com os leitores já não é mais a prioridade dos repórteres e isso deixa os leitores, muitas vezes, insatisfeitos. No livro “Sobre Ética e Imprensa” o autor, Eugênio Bucci, afirma que o repórter ideal é aquele que não demonstra nenhum time, nenhuma fé, nenhuma inclinação política e nenhuma identificação étnica ou cultural com aquilo que escreve. Os repórteres deveriam aproveitar essa oportunidade, que é escrever para jornal-laboratório.

Algumas editorias acabam sendo esquecidas por repórteres (Foto: Juliana Duenha)

Algumas editorias acabam sendo esquecidas por repórteres (Montagem: Juliana Duenha)

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.040 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Observadora ao extremo. Adora músicas, risadas e boas histórias. Amante do jornalismo, em todas as formas.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

setembro 2013
S T Q Q S S D
« ago   out »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

galeria de fotos

George Carlin Cazuza Mario Quintana

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.