Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Cidade | Edição #373 - 12/09/2013

Edifício é uma microcidade na Vila Nova

Para moradores do Sandra Regina, condomínio aproxima, oferece segurança, bem estar e qualidade de vida

Nádia Viviane
Aluna de Jornalismo

Comentários
 

    Localizado na rua Mitsuzo Taguchi, o residencial Sandra Regina na Vila Nova, região leste de Maringá, é a “casa” de centenas de pessoas. Professores, médicos, aposentados, donas de casa etc. Esses e outros personagens compõem o cenário do local. Ao todo são 95 apartamentos. O grande número de moradores transforma o edifício em uma “microcidade” na Vila Nova.
       Ana Paula Martins, 34, professora e moradora do prédio disse que fez inúmeras amizades com os vizinhos. “Quando surge um imprevisto ou uma urgência, é só bater na porta de alguém que essa pessoa vem me socorrer.”
Ela contou que um dos motivos de morar ali é a segurança que o local oferece.
    Moradora há quase 20 anos no bloco 2, apartamento 24, a dona de casa Vera Lúcia Lins da Rocha, 56, disse que ali “todo mundo conhece todos”. “Acredito que sou uma das pioneiras aqui. Primeiro comprei o terreno e depois me mudei”, disse.

 Analisei como eram o perfil e a rotina do local para ver se combinam com o meu estilo de vida

    O artigo “Prós e contras de morar em apartamento” da revista Exame publicado em 2010, relatou que para pessoas que moram sozinhas ou famílias que passam a maior parte do tempo longe de casa, apartamentos são a opção mais segura. Para aqueles que viajam muito, o apartamento tem a segurança de estar sempre vigiado pelos vizinhos, além da oportunidade de criar um ciclo de amizades dentro do condomínio e, de quebra, ter alguém para colocar água nas plantas e alimentar os peixes quando é necessário se ausentar por um longo período. 

Débora Souza, 39, gerente comercial, ressaltou que morar em apartamento também envolve dificuldades por causa das regras a serem cumpridas. “Antes de vir morar nesse edifício analisei como eram o perfil e a rotina do local para ver se combinam com o meu estilo de vida”, disse.

Edifício Sandra Regina/ Foto: Nádia Viviane

Edifício Sandra Regina/ Foto: Nádia Viviane

       A pesquisa “It’s Alive” (ele está vivo), publicada neste ano pelo Foresight, grupo da multinacional de engenharia Arup, que estuda o futuro dos empreendimentos urbanos, mostrou como poderão ser os edifícios em 2050. Robôs voadores que, sozinhos, limpem as janelas. Um andar só para produção de comida urbana.
 Em quatro décadas, os prédios poderão oferecer alta qualidade de serviço individual, em resposta a um público cada vez mais exigente.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.040 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Aspirante de Jornalista e locutora. Apaixonada pelo rádio. Adora uma boa história.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

setembro 2013
S T Q Q S S D
« ago   out »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

galeria de fotos

Cazuza Chico Buarque Mark Twain

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.