Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Crítica de Mídia | Edição #369 - 15/08/2013

Falta comprometimento e sobram desculpas

A não entrega dos textos para o JMP pode gerar consequências, pois mostra o descompromisso dos futuros jornalistas

Cris Gabino
Aluna de Jornalismo

Comentários
 
foto: Montagem/Cris Gabino

foto: Montagem/Cris Gabino

As edições do Jornal Matéria Prima são quinzenais para cada grupo, mesmo assim em praticamente todas as já publicadas faltam textos e sobram desculpas. As “justificativas” vão desde a dificuldade para indicar e entrevistar a fonte até a falta de visão para encontrar boas pautas nos bairros da cidade. Sem contar as nada originais, como o computador que quebrou, fonte que “furou” etc.

A edição 366ª, de 4 de julho, véspera do recesso escolar, conta apenas com seis textos e a edição 367ª, de 11 de julho,  conta com sete textos. Afinal onde está o compromisso dos repórteres do JMP com a publicação?

Analisando todas as edições deste ano, assim como as correções em sala de aula, nota-se que a edição 356ª de 11 de abril, por exemplo, apresentou 11 textos, diferença de cinco textos para a edição 366ª. Os alunos do 2º ano de jornalismo estão se mostrando relapsos em relação ao compromisso. Estão mostrando falta de profissionalismo, não levam em conta que a falta de comprometimento com o jornal-laboratório pode ter reflexos negativos no mercado de trabalho.

O prazo de 15 dias para escrever um texto só existe aqui, que é onde se deve praticar para aprender. Os repórteres do JMP devem entender a importância do compromisso com a profissão que escolheram.

A liberdade de imprensa
implica no compromisso
com a responsabilidade
social inerente à profissão

O Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros apresenta no capítulo 1º (do direito à informação) que “a liberdade de imprensa, direito e pressuposto do exercício do jornalismo, implica no compromisso com a responsabilidade social inerente à profissão”. E que “a prestação de informações pelas organizações públicas e privadas incluindo as não governamentais, é uma obrigação social”.

É fundamental que os futuros jornalistas tenham em mente que há uma série de atitudes que não estão descritas em códigos de ética, tais como honrar com o compromisso assumido. É muito importante para o crescimento profissional e, sobretudo, pessoal.

Se não melhorarem as atitudes em relação ao veículo para o qual prestam serviço, além de irresponsabilidade demonstram falta de interesse.

A ausência de conteúdo para aquele que deveria usar o jornal como currículo, não abre portas para o mercado de trabalho, pelo contrário, o distancia ainda mais.

O jornalista é um trabalhador intelectual, trabalha com ideias e deve colocá-las em prática constantemente para aprimorar conhecimentos.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

35.194 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.