Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Literatura | Edição #365 - 27/06/2013

História de um menino com dois nomes

De um filme surge Aldive, de um registro surge Raimundo e agora com qual dos dois nomes se chamara a criança?

Cris Gabino
Aluna de Jornalismo

Comentários
 

(Foto: Cristiane Gabino)

Em uma linda manhã de quinta feira 14 de julho de 1960, Maria Joaquina , uma jovem dona de casa, moradora do pequeno distrito rural de Irapuã localizado a 100Km de Maringá, dá à luz  Aldive, nome escolhido por conta de um filme que Maria assistiu quando criança.

Raimundo deixou de existir e Aldive entrou em cena, mas no sítio não se aplica o “l”, então, ficou Ardivo

O menino cresceu feliz e saudável e aos 11 anos o irmão mais velho, José Severino o levou para a escola, porque no sítio diziam que estudar era bom. Muito solidário, José Severino esperou a aula começar. Foi quando, na hora da chamada, a voz da professora ecoou pela sala, “Raimundo Santos, Raimundo Santos”, e o pequeno Ardivo sem nada entender, volta os olhos ao irmão, que o faz uma revelação:Caçula de quatro irmãos Aldive não tinha noção do que lhe preparava o futuro. O pai José foi registrar o filho no cartório e ao chegar lá não se lembrou do nome escolhido por Maria. O registrou como Raimundo. Ao chegar em casa e contar para Maria o ocorrido, sentiu a decepção da mulher, mas José encontrou a solução. Guardou o registro de nascimento do filho e assim, Raimundo deixou de existir e Aldive entrou em cena, ou melhor, no sítio não se diz Aldive, se fala Ardivo.

­ _ Você não se chama Ardivo; Se chama Raimundo.

_  Como assim? Exclamou ele, sem entender nada.

Muito paciente José Severino explicou o que havia acontecido.

Traumatizado. Foi assim que Aldive viveu até os 20 nos, fase em que entrou na faculdade, e que também surgia a primeira versão da escolinha do professor Raimundo, em que a personagem dona Flor “ Aldine Muller ” chamava Chico Anísio de “Mundico”.  Ardivo resolveu assumir seu verdadeiro nome Raimundo , com a ajuda das “gatinhas” da faculdade. Assim ele se tornou o novo Mundico.

         Hoje Raimundo é professo e conta sua história com tranquilidade Os traumas da infância e da adolescência  já não o abatem mais. Ele ri de tudo com os familiares e amigos próximos à família. E mais: hoje ele é chamado pelos dois nomes, para a família será sempre Ardivo, para os amigos, Raimundo

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

35.194 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Notícias

 

Calendário

junho 2013
S T Q Q S S D
« mai   jul »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

galeria de fotos

Cazuza George Carlin Mark Twain

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.