Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Crítica de Mídia | Edição #358 - 25/04/2013

Falta olhar crítico para quem faz o JMP

Algumas pautas da edição 356ª do Jornal Matéria Prima não foram exploradas com o aprofundamento que mereciam

Nádia Viviane
Aluna de Jornalismo

Comentários
 

 

(Ilustração: Olho de Yusei Fudo. Inspirado na obra de Kazuki Takahashi/Wikimedia Commons

 

O senso comum e a falta de malícia- normais para quem está apenas começando no jornalismo- transformaram textos que poderiam ter tido olhares mais críticos dos autores em meros relatos sobre o que foi proposto nas pautas.

Alguns temas escolhidos não tiveram pesquisas mais “a fundo”.  Reportagens baseadas no senso comum cansam o leitor, que almeja pelo conteúdo jornalístico mais intenso e, ao mesmo tempo, diferente e atrativo. Faltou curiosidade de alguns autores em ir além daquilo que já sabem, de trazer para os leitores histórias de vida nunca contadas, de olhar para além das informações da pauta.

O artigo “Humanizar o processo da notícia”,  de 2005, publicado no site “Observatório da Imprensa”, discute a formação de um jornalista. O articulista observa que esse preparo vai além das técnicas de reportagens ensinadas nos cursos de comunicação,  que são necessárias, mas não suficientes para a carreira do jornalista.

Temas como a desonestidade em Brasília, já viraram tradição em artigos de opinião do Jornal Matéria Prima. Com mil e uma sugestões, os autores insistem em abordar assuntos já exaustivamente tratados pela mídia. Insistir sempre nos mesmos temas, cansa o leitor. A evolução dos artigos de opinião no JMP só será possível quando os autores desenvolverem o olhar crítico e,com isso, burcar  novas abordagens, saindo da “mesmice” da cobertura diária dos jornais. Esse deve ser o principal objetivo ao escolher novos temas.

Abraçar o assunto com humanidade e principalmente, equilíbrio, são lições que não podem ser esquecidas para que o aprendizado dê resultado

Ao fazer críticas baseadas em “achismos”, nossos futuros jornalistas caem nas mesmas armadilhas sobre as quais alertam diariamente nos próprios textos. Na edição 135ª, a “Revistapress” faz um alerta a esse tipo de comportamento. “O jornalista, no fundo, não cria nada, apenas conta o que sabe. Não pode chamar nenhum pônei de maldito se não conseguir provar.”

Ter olhar malicioso perante os fatos, abraçar o assunto com humanidade e principalmente, equilíbrio, são lições que não podem ser esquecidas para que o aprendizado dê resultado no Jornal Matéria Prima.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Não são permitidos novos comentários.

sobre o autor

Aspirante de Jornalista e locutora. Apaixonada pelo rádio. Adora uma boa história.

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

abril 2013
S T Q Q S S D
« dez   mai »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

galeria de fotos

Cazuza George Carlin Mario Quintana

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.