Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Economia | Edição #358 - 25/04/2013

Empresas sofrem com fraudes nos impostos

Início de ano é a época em que acontece a falsificação de boletos referente às contribuições sindicais

Gustavo Rosas
Aluno de Jornalismo

Comentários
 

Ao que parece virou rotina todo começo de ano. Golpistas utilizam o recolhimento da Contribuição Sindical – imposto obrigatoriamente pago por empresas, previsto na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) – para enganarem ou tentarem ludibriar empresas de uma determinada categoria econômica. Esses estelionatários enviam falsos boletos às empresas, que, em alguns casos, sem desconfiar da fraude, acabam por pagar o boleto com receio de ficarem com pendênciasou dívidas.

Em dias corridos, algumas pessoas responsáveis pelo recebimento do boleto acabam pagando sem prestar atenção

Para a supervisora de Recursos Humanos da empresa Paraná Assistência Médica Ltda., Andreia Pontara, 31, os responsáveis pelo recebimento desses boletos devem se atentar para que não caiam no golpe das tais empresas ‘‘fantasmas’’. ‘‘Ao receber o boleto, é necessário verificar se pertence a alguma associação vinculada à empresa, pois sempre vem com poucas informações’’, alerta. Ela afirma que ‘‘em dias corridos, algumas pessoas responsáveis pelo recebimento do boleto acabam pagando sem prestar atenção’’.

Dificuldade está em identificar golpista
LETÍCIA AMADEI
Aluna de Jornalismo
Segundo César Eduardo Misael de Andrade, advogado da Acim [Associação Comercial e Industrial de Maringá], a principal dificuldade está em identificar a origem dos falsos boletos de cobrança da contribuição previdenciária. Segundo ele, quando a associação é informada de que alguma empresa caiu no golpe, imediatamente distribui nota à imprensa para alertar outras empresas contra o golpe.
“Tive um caso, que [o boleto] veio de uma associação. Entramos na Justiça e, por incrível que pareça, o dinheiro foi devolvido. O cliente conseguiu o endereço de quem mandou o boleto, mas acreditava que não daria nada”, conta. De acordo com Andrade, a lucratividade da fraude pode ser alta. “Se o golpista mandar 100 mil boletos de R$ 200 cada e 1% de quem recebeu pagar, receberá R$ 200 mil”, calcula.

É possível identificar se o boleto é falso assim que chega à empresa, conforme explica o secretário do Stessmar (Sindicato dos Trabalhadores de Saúde de Maringá e Região), Paulo Marcos da Silva. ‘‘O boleto geralmente é uma folha da Caixa Econômica Federal e vai estar com nome de uma associação. Mas, na dúvida, é bom entrar em contato com o contador da empresa.’’

‘‘Quando eles [entidades fantasmas] encaminham o boleto de forma indiscriminada, estão, na verdade, cobrando de todos os empregados e não só das empresas vinculadas a certas associações, induzindo as pessoas ao erro’’, explica Elizeu Mortean, advogado e presidente do sindicato. O Stessmar orienta as empresas para que fiquem atentas, principalmente no início do ano, época que chegam inúmeras cobranças. Algumas cobranças feitas por essas entidades ”fantasmas” chegam, muitas vezes, com o valor superior a R$ 400 e, para desespero dos responsáveis pelo recebimento, o boleto tem data de vencimento de até três dias.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

32.898 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

De tudo, um pouco. Sem aliviar, mas sempre informando. Pau é pedra, pedra é água e água é fogo

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

abril 2013
S T Q Q S S D
« dez   mai »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

galeria de fotos

Cazuza Mark Twain George Carlin

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.