Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Economia | Edição #353 - 04/12/2012

Mercado gastronômico está mais atraente

Gastronomia não é só saber preparar alimentos; para a economia apresenta-se como opção profissional segura

Celso Dutra
Aluno de Jornalismo

Comentários
 

Mais que a preparação de alimentos com apresentação atraente, a gastronomia é considerado um ramo profissional promissor. De acordo com a Associação Nacional dos Restaurantes (ANR), o negócio da gastronomia no Brasil movimenta aproximadamente R$180 milhões por ano e gera empregos para mais de 6 milhões de trabalhadores de bares, lanchonetes, restaurantes e hotéis.

A atividade também pode ser vista como arte porque representa a expressão e cultura da sociedade na qual está inserida. Os profissionais estão atentos a isso e às mudanças no mercado e por razões variadas aperfeiçoam as diretrizes que estabelecem relação direta da teoria com a prática gastronômica.

A atividade também pode ser vista como arte, porque representa a expressão e cultura da sociedade na qual está inserida

A Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 serão realizadas no país da seleção “canarinho”. Setores da hotelaria e turismo, dos quais a gastronomia faz parte, estão crescendo rápido, segundo dados do Ministério do Turismo que indicam avanço de 15% nos últimos anos.

Professora de gastronomia desde 2005 no Centro Universitário de Maringá (Cesumar), Andréa Motta diz que Maringá repete o mesmo crescimento da profissão que se observa no âmbito nacional. Para atender melhor os clientes, empresários do ramo de buffet estão à procura de profissionais com formação superior em gastronomia. “Meus alunos têm aulas teóricas e práticas. Aprendem desde a cozinha básica até a francesa e italiana”, ressalta Andréa. Ela lembra que, no curso, os estudantes, adquirem conhecimentos também nas formulações de coquetéis com vários tipos de bebidas. Também aprendem o conceito da enologia, a ciência que estuda os vinhos. “A história gastronômica e o desenvolvimento técnico fazem a diferença entre o profissional com formação acadêmica e o profissional que apenas tem habilidades na cozinha”, diz.

A estudante Laira Adami, 24, diz que tem habilidades inatas e trabalha há pouco tempo em um restaurante de Maringá. “Antes de ingressar no curso de gastronomia, conclui outro curso [moda], mas percebi que minhas aptidões estão nas artes gastronômicas, me sinto bem com isso, principalmente minha família e amigos que aprovam minhas habilidades na cozinha.”

Segundo a estudante Aline Cristina, 18, o prazer de servir bem as pessoas é sua meta na futura vida profissional. “Quero aprender os procedimentos corretos. Com técnicas posso trabalhar juntamente com o nutricionista ou prestar consultorias empresariais, dessa forma, a contribuição com a sociedade se torna mais fácil de realizar”, diz.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

32.898 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Feliz com minha futura profissão. Agradeço a Deus pela chance de voltar aos bancos escolares

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

dezembro 2012
S T Q Q S S D
« nov   abr »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

galeria de fotos

George Carlin Cazuza Chico Buarque

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.