Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #483 | 28/06/2018 - Ano XIX
 
Crítica de Mídia | Edição #349 - 09/10/2012

Revista esportiva ofende moral religiosa

A capa da última edição de “Placar”, com fotomontagem do jogador Neymar crucificado, pegou mal entre cristãos

Igor Bonfim
Aluno de Comunicação Social

Comentários
 

O jogador Neymar crucificado ocasiona revolta dos cristãos (Foto: Reprodução)

A revista esportiva “Placar”, do Grupo Abril, gerou polêmica trazendo, na capa de outubro, a fotomontagem do jogador de futebol Neymar crucificado.  O periódico alega que está tratando “exclusivamente de futebol” e “não queria ferir a religiosidade de ninguém”. Mesmo justificando a comparação feita com Jesus Cristo, o maior ícone religioso para os cristãos, a fotomontagem gerou críticas da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil). Em nota, assinada pelo presidente da entidade, cardeal dom Raymundo Damasceno, a CNBB manifesta repúdio ao uso da ideia da crucificação de Jesus Cristo para a venda da revista.

A edição de outubro foi divulgada dia 26 no site oficial de “Placar”  e,  junto à reprodução da capa, há um texto explicativo para os leitores compreenderem o propósito da comparação feita entre Neymar e Jesus. Nele, o periódico explica que o jogador está sendo injustiçado pela imprensa e pelos torcedores, pagando, assim, por algo que todos fazem no futebol. A comparação foi compreendida, mas não totalmente aceita. A revista não pode se apropriar de algo sagrado para o cristianismo (que corresponde a quase 90% da população brasileira, de acordo com o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, de 2010) e fazer esse jogo de ideias. Fica evidente a falta de ética e o desrespeito do periódico com a crença cristã.

A revista não pode se apropriar de algo sagrado para o cristianismo

O livro Jornalismo de Revista (2004), um “manual” sobre textos e imagens de revistas, escrito pela jornalista Marília Scalzo, defende o fato de que a capa precisa ser feita para chamar a atenção do leitor e estimular a compra. No livro a ideia de que “capa é para vender revista” é destacada. A primeira parte, de chamar a atenção do leitor, foi cumprida. Até a maior entidade católica se manifestou. No site, há comentários de leitores que expressam, de modo sintético, a opinião geral do País sobre a polêmica “crucificação de Neymar”. Alguns nem se prendem ao fato de estarem sendo feitas comparações com ideais religiosos. Outros se revoltam e se sentem ofendidos com a intenção de comparar o jogador com Jesus Cristo.

A ideia de uma imprensa livre permanece. Mas não é cutucando morais e ideologias religiosas que a revista vai conseguir maior números de leitores. Pelo contrário, entrando em polêmicas desse tipo, só vai se complicar, misturando futebol com religião. O resultado não poderia ser outro: gol contra.

Discussão e comentários »

Não há comentários | Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

37.838 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Estudante de publicidade e propaganda, de namoro sério com o jornalismo

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

outubro 2012
S T Q Q S S D
« set   nov »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

galeria de fotos

Mark Twain George Carlin Cazuza

enquete

Você gostou das edições do JMP deste primeiro semestre?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário Cesumar - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2018 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.