Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #409 | 09/12/2014 - Ano XV
 
Cidade | Edição #341 - 29/05/2012

Novos loteamentos em Maringá ampliam o sonho da casa própria

Satisfeitos com a possibilidade de deixar de pagar aluguel, compradores de terrenos do Jardim Oriental aguardam liberação para a construção

Celso Dutra
Aluno de Jornalismo

Comentários
 

Queiroz: "construções podem ser feitas no início de 2013" (Foto: Celso Dutra)

Lançado em agosto do ano passado, o Jardim Oriental, zona norte, é um dos vários loteamentos que compõem o cenário de expansão de Maringá. É mais um bairro que está em processo de formação e, por enquanto, sem moradias, o que não impede que muita gente já sonhe em construir ali a casa própria. Ainda em fase de comercialização dos lotes, o loteamento já está com 70% da infraestrutura construída e o empreendedor espera a conclusão das obras até o fim do ano.

João Batista Queiroz, 61, corretor de imóveis, disse que para executar construções residenciais e comerciais ali é necessário que o loteamento esteja com 100% das obras concluídas. A previsão da loteadora é de que até o fim do ano as obras estejam prontas. No início de 2013 serão permitidas as construções das casas. Queiroz esclarece que só a loteadora onde ele trabalha tem 25 loteamentos que foram comercializados.

Faltando pouco mais de oito meses para a liberação das construções, a moradora de um condomínio próximo dali, Marli Silva Rosa,46, disse que comprou um terreno no Jardim Oriental, em muitas prestações, para ajudar o filho, Antônio Estevão Rosa Neto, 16. “Não é fácil pagar as parcelas, que são caras, e precisa de muito esforço para assumir o compromisso, mas tomara que as obras terminem. Meu filho pretende construir sua casa no local e formar sua família”, diz.

Não é fácil pagar as parcelas, que são caras, e precisa de muito esforço para assumir o compromisso

Já Leonardo da Silva Fernandes, 50, militar da reserva, que tem um terreno no condomínio ao lado do Jardim Oriental, não é adepto do parcelamento. Ele afirmou que é melhor juntar o dinheiro e comprar o terreno à vista. “Foi o que fiz com o meu. Em negociação, ofereci R$ 70 mil para o antigo dono e fechamos negócio.”

Quem gostou do crescimento da cidade com o Jardim Oriental foi Sérgio Lustosa, 46, dono há cinco anos de uma loja de materiais de construção que fica no Jardim Diamante, próximo ao Oriental. “Com o surgimento do bairro, clientes novos estão começando a aparecer e isso também contribui para a formação de empregos informais, como pedreiros, encanadores, eletricistas.”

Discussão e comentários »

2 comentários | Deixe seu comentário

Marcelo disse:

Comprei um terreno da mesma loteadora, na epoca não me disseram que o contorno iria passar pertinho do terreno. Eles correm contra o tempo para vender, e quem acaba perdendo são todos…. Santa Alice pela falta de profissionalismo!

elson disse:

não é facil mesmo comprar um terreno.
ainda mais ser enganado…
vcs nao me falarão que ali vai ter casa popular…ainda mais em frente ao meu terreno…
assim fica facil vender ….e o iptu de 2.500 ,como faço para pagar ….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copie a Senha gerada. *

* Digite ou cole senha aqui. *

11.974 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Feliz com minha futura profissão. Agradeço a Deus pela chance de voltar aos bancos escolares

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

maio 2012
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

galeria de fotos

koala Relógios

enquete

Você gostou dos textos da temporada 2014 do Jornal Matéria Prima?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário de Maringá - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2014 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.