Cesumar - Centro Universitário de Maringá

Jornal Matéria Prima

 
  • Última Edição: #404 | 23/10/2014 - Ano XV
 
Cidade | Edição #341 - 29/05/2012

Novos loteamentos em Maringá ampliam o sonho da casa própria

Satisfeitos com a possibilidade de deixar de pagar aluguel, compradores de terrenos do Jardim Oriental aguardam liberação para a construção

Celso Dutra
Aluno de Jornalismo

Comentários
 

Queiroz: "construções podem ser feitas no início de 2013" (Foto: Celso Dutra)

Lançado em agosto do ano passado, o Jardim Oriental, zona norte, é um dos vários loteamentos que compõem o cenário de expansão de Maringá. É mais um bairro que está em processo de formação e, por enquanto, sem moradias, o que não impede que muita gente já sonhe em construir ali a casa própria. Ainda em fase de comercialização dos lotes, o loteamento já está com 70% da infraestrutura construída e o empreendedor espera a conclusão das obras até o fim do ano.

João Batista Queiroz, 61, corretor de imóveis, disse que para executar construções residenciais e comerciais ali é necessário que o loteamento esteja com 100% das obras concluídas. A previsão da loteadora é de que até o fim do ano as obras estejam prontas. No início de 2013 serão permitidas as construções das casas. Queiroz esclarece que só a loteadora onde ele trabalha tem 25 loteamentos que foram comercializados.

Faltando pouco mais de oito meses para a liberação das construções, a moradora de um condomínio próximo dali, Marli Silva Rosa,46, disse que comprou um terreno no Jardim Oriental, em muitas prestações, para ajudar o filho, Antônio Estevão Rosa Neto, 16. “Não é fácil pagar as parcelas, que são caras, e precisa de muito esforço para assumir o compromisso, mas tomara que as obras terminem. Meu filho pretende construir sua casa no local e formar sua família”, diz.

Não é fácil pagar as parcelas, que são caras, e precisa de muito esforço para assumir o compromisso

Já Leonardo da Silva Fernandes, 50, militar da reserva, que tem um terreno no condomínio ao lado do Jardim Oriental, não é adepto do parcelamento. Ele afirmou que é melhor juntar o dinheiro e comprar o terreno à vista. “Foi o que fiz com o meu. Em negociação, ofereci R$ 70 mil para o antigo dono e fechamos negócio.”

Quem gostou do crescimento da cidade com o Jardim Oriental foi Sérgio Lustosa, 46, dono há cinco anos de uma loja de materiais de construção que fica no Jardim Diamante, próximo ao Oriental. “Com o surgimento do bairro, clientes novos estão começando a aparecer e isso também contribui para a formação de empregos informais, como pedreiros, encanadores, eletricistas.”

Discussão e comentários »

2 comentários | Deixe seu comentário

Marcelo disse:

Comprei um terreno da mesma loteadora, na epoca não me disseram que o contorno iria passar pertinho do terreno. Eles correm contra o tempo para vender, e quem acaba perdendo são todos…. Santa Alice pela falta de profissionalismo!

elson disse:

não é facil mesmo comprar um terreno.
ainda mais ser enganado…
vcs nao me falarão que ali vai ter casa popular…ainda mais em frente ao meu terreno…
assim fica facil vender ….e o iptu de 2.500 ,como faço para pagar ….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

sobre o autor

Feliz com minha futura profissão. Agradeço a Deus pela chance de voltar aos bancos escolares

ver mais posts do autor »

 

Notícias

 

Calendário

maio 2012
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

galeria de fotos

Bem-te-vi Maria e as embalagens

enquete

Nos debates na TV Dilma e Aécio conseguiram mostrar suas ideias de governo?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
 

Jornal Matéria Prima é produzido por alunos do curso de Jornalismo do Centro Universitário de Maringá - UniCesumar - na disciplina Técnica de Reportagem.

 

Publicado com WordPress / Laboratório de Notícias

Proibida a reprodução sem autorização do autor ou da Unicesumar

©2011-2014 Jornal Matéria Prima. Todos os Direitos Reservados.